Semana da África: Improir participa de encontro entre louceiras do Maruanum e instituições

Troca de conhecimentos foi importante para alinhar alternativas de promoção da valorização da tradição artesanal e da preservação da história

0 76

Como parte das atividades da Semana da África Amazônica 2023, o Instituto Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Improir) participou de uma roda de conversa, no domingo (21), entre as artesãs louceiras do Distrito do Maruanum, visitantes da República do Congo e instituições públicas, com intuito de promover a troca de conhecimentos e ouvir a comunidade.

O encontro aconteceu num local próximo ao forno – onde são produzidas as louças manualmente – debaixo de árvores e com toda simbologia mística herdada pela cultura marabaixeira: dançarinos, tambores, imagens, esteira de palha, louças no chão e ancestralidade.

Representando o diretor-presidente do Improir, Aluizo de Carvalho, a chefe da Divisão de Fomento ao Empreendedorismo, Eloane Tavares, disse que o encontro foi fundamental para ouvir as demandas da comunidade quilombola para a busca por políticas públicas.

“Além de compartilhar conhecimentos, foi importante alinhar alternativas para a promoção da valorização da tradição artesanal e da preservação da história do nosso povo”, destacou Eloane.

Dentre as louceiras, a marabaixeira Marciana Dias, de 82 anos, que também é representante de grupos folclóricos de marabaixo e movimentos das louçeira, falou sobre a importância da preservação da história. As artesãs explicaram como são feitas as louças manualmente, a qualidade dos produtos e os elementos da natureza utilizados para durabilidade das panelas, pratos, xícaras e formas entre outros feitas de barro.

Semana da África

A programação da II Semana da África Amazônica 2023 é uma iniciativa realizada pela Academia de Batuque e Marabaixo, que reflete o tema “Reescrevendo a Presença Negra no Amapá”. A programação acontece desde a última sexta-feira (19) e segue até o dia da África, 25 de maio, com encerramento no Centro de Cultura Negra do Amapá Raimunda Ramos. A programação também com o apoio da Prefeitura de Macapá por meio da Fundação Municipal de Cultura (Fumcult) e Improir.

- Advertisement -

Comentários
Carregando...