Prefeitura remaneja para moradias famílias que viviam no entorno da Praça Jaci Barata

Três famílias fizeram a mudança para as novas residências entregues pelo município

0 142

Engajada na organização para o crescimento ordenado de Macapá, a Secretaria Municipal de Habitação e Ordenamento Urbano (Semhou) vem trabalhando na execução do planejamento urbano da cidade. Neste sábado (21) três famílias foram remanejadas para novas residências construídas e entregues pela Prefeitura.

As tratativas de realocação das 32 famílias que residem no entorno da Praça Jaci Barata seguem em andamento, três já se mudaram para as novas moradias. As residências são em alvenaria e contém sala, cozinha, quarto e banheiro com área de quintal que pode ser utilizada para ampliação da estrutura.

- Advertisement -

Antônio Cardoso Rocha, conta que morava num boxe de madeira improvisado há mais de dez anos com sua família, mas agora se sente seguro e feliz de poder morar na casa própria.

“Estou muito feliz de poder mudar com minha família para uma casa própria, a gente se sente seguro de poder estar no que é da gente. O trabalho que o prefeito Dr. Furlan vem fazendo cuidando das pessoas agora chegou aqui com a gente, isso é grandioso. Agradeço a Deus, ao secretário que lutou pela gente e ao nosso prefeito”, agradeceu o morador.

A realocação das demais famílias também será feita de forma gradual e ordenada até que toda área seja liberada para a conclusão da obra da Praça Jaci Barata, que faz parte do Projeto Orla Viva.

Para o comerciante João Rocha, a revitalização da Praça vai trazer novas oportunidades de negócios, modernidade e desenvolvimento.

“O trabalho do nosso prefeito é o desenvolvimento chegando para todos, crescimento com novas oportunidades de negócio, valorização e beleza da frente da cidade. Estou muito feliz de estar mudando para o que é meu definitivo e ainda poder trabalhar e ajudar a cidade crescer”, comemorou João.

A nova Praça Jaci Barata tem uma área de pouco mais 96 mil m², parte do terreno havia sido ocupado irregularmente por famílias que passaram a comercializar algum tipo de produto às margens do canal Igarapé das Mulheres. Com a obra de revitalização, o espaço precisa ser desocupado.

Obra de revitalização Praça Jacy Barata

Os serviços na praça são executados pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Semob). No local são feitos trabalhos de drenagem e nivelamento do terreno com terraplanagem. Após essa etapa, começam as construções dos equipamentos.

De acordo com o secretário municipal de Habitação e Ordenamento Urbano, Nildo Nunes, o remanejamento das famílias vem sendo feito de forma pacífica e a obra da Praça Jaci Barata é um grande passo para o desenvolvimento.

“O remanejamento das famílias é necessário para organizar o espaço e para que essas pessoas possam ter moradia digna. Além disso, a área ocupada faz parte da praça irregular para residir. A intenção do prefeito Furlan é organizar o espaço e concluir a obra que é símbolo de um grande avanço socioeconômico e cultural para Macapá”, destacou o titular da pasta.

A obra precisou ser paralisada para se fazer adequações no projeto arquitetônico. Ao novo modelo foi integrado o acesso à extensão da Avenida FAB que já está pronta, a via é mais uma opção de saída ou entrada para o Igarapé das Mulheres. Além disso, a mudança promove a integração de empreendedores locais que trabalham com venda de comidas e brinquedos, que não eram contemplados inicialmente.

A praça será referência em lazer, esporte e convivência e tem uma área de pouco mais 96 mil m². O espaço foi projetado pela arquiteta Rosa Grena Kliass, de 88 anos, especialista em paisagismo. Um dos projetos de maior destaque da profissional é a Avenida Paulista, e no Amapá, Kliass foi a responsável pelo desenvolvimento do projeto do Parque do Forte.

O novo espaço de lazer, que embelezará a orla de Macapá, terá ambientes desenvolvidos para a prática de esportes e contemplação com jardins. Ele também contará com deck de madeira, três quadras poliesportivas, redário, bicicletário, estacionamento, campo gramado, campo de areia e espaço de convivência com um lago e jardins.

O local de recreação custará pouco mais de R$ 9,4 milhões e a obra é executada com contrapartida municipal, mais emenda federal.

FOTOS: MAISON BRITO/PMM

Comentários
Carregando...