Prefeitura de Macapá capacita população LGBTQIA+ para concorrer a editais de R$ 500 mil

Oficina foi realizada através de parceria com o Instituto +Diversidade com foco em ampliar a participação da região Norte no Edital LGBT+ Orgulho

0 68

Com o intuito de fortalecer a cidadania e a inclusão social da população LGBTQIA+, a Prefeitura de Macapá realizou nesta quinta-feira (22), uma oficina de elaboração de projetos para editais. A atividade foi voltada para pessoas, grupos e coletivos que desejam participar da 6ª edição do Edital LGBT+ Orgulho, que destinará R$ 500 mil reais para iniciativas de valorização da diversidade.

A iniciativa aconteceu no auditório da Fundação Municipal de Cultura (Fumcult) e teve o objetivo de auxiliar os interessados a desenvolverem seus projetos nas fases de planejamento, gestão de orçamento, cronograma e escopo.

Um dos participantes da oficina foi Rafael Serra, de 27 anos, que é diretor da União Nacional dos Estudantes (UNE). Ele conta que foi muito proveitoso participar da oficina.

- Advertisement -

“É uma forma de estruturar os agentes públicos, ONGs e movimentos sociais, para poderem formular projetos e aproveitar as oportunidades colocadas, tanto no setor privado quanto no setor público. A Prefeitura de Macapá, através da Coordenadoria de Diversidade, faz um trabalho muito importante nesse sentido”, contou.

A oficina foi realizada pela Coordenadoria Municipal de Diversidade – COPD, vinculada à Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania – SMDHC, em parceria com o Instituto +Diversidade e o Itaú Unibanco.

“Pela primeira vez Macapá participa dessa rede de oficinas que acontecem na região norte do Brasil e a prefeitura de Macapá, através da SMDHC, está fazendo a mobilização e identificando as pessoas LGBTs, pessoa física ou instituição que se propõem a elaborar projetos para vim se capacitar e já participar deste edital”. Pontuou Édem Jardim, coordenador da COPD.

O Edital LGBT+ Orgulho é uma iniciativa do Instituto +Diversidade, em parceria com o Itaú Unibanco, que visa apoiar projetos que contemplem o respeito e a valorização da diversidade LGBTQIA+ em todo o Brasil.

A oficina foi ministrada pelo analista de projetos sênior do Instituto +Diversidade, Diogo Rodrigues, que ensinou aos participantes como usar o método Canvas, um modelo de negócios que pode ser adaptado a qualquer segmento.

“A gente percebe que no nosso edital o Norte é sub-representado, e o recurso não chega aqui. Então, essa é uma ótima oportunidade para as pessoas poderem colocar em prática suas ideias e contribuir para a promoção dos direitos humanos e da cidadania da população LGBTQIA+. Também é uma forma de aumentar a participação do Norte nos editais”, afirmou Diogo Rodrigues.

O edital é lançado anualmente e prevê a destinação de R$ 500 mil reais aos projetos selecionados. Podem se inscrever pessoas físicas ou jurídicas, grupos ou coletivos (formais ou informais) que já desenvolvem ou pretendem desenvolver projetos voltados à comunidade LGBTQIA+. As inscrições estão abertas até o dia 4 de março. Mais informações podem ser obtidas no site do Instituto +Diversidade.

Confira mais fotos:

Comentários
Carregando...