Ponte Sérgio Arruda é interditada para demolição e construção de nova estrutura

Prazo para conclusão é de 120 dias. Para facilitar o fluxo, haverá alternativas de viagem nos sentidos Centro-Zona Norte e Zona Norte-Centro

0 81

Prefeitura de Macapá iniciou a interdição do trânsito na Ponte Sérgio Arruda. Para facilitar o fluxo, haverá alternativas de viagem nos sentidos Centro-Zona Norte e Zona Norte-Centro. O tamanho total da área construída é de 9.679,82 metros quadrados. Investimento total é de R$ 9.983.157.30 de emendas Federais, mais contrapartida do Tesouro Municipal.

Atualmente, a estrutura está precária e necessita de intervenções. Neste sentido, a Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura Urbana desenvolveu projeto diferenciado para construção de uma nova ponte. Intenção da Semob é melhorar o tráfego de motoristas e passageiros entre as regiões Norte e Sul da capital. Nova Ponte Sérgio Arruda é a maior obra de mobilidade urbana executada, desde o início da gestão.

Primeiras iniciativas

- Advertisement -

Na manhã desta quarta-feira (22), uma força-tarefa entre as Companhias de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) e de Iluminação Pública, Energia Sustentável e Saneamento (Cipemac) resultou na retirada dos 19 postes antes da derrubada. De tarde, a estrutura será isolada por tapumes para início da demolição.

Rotas alternativas

Aos condutores de veículos, ciclistas e moradores, haverá mudanças nas rotas do trânsito.

As vias disponíveis para acesso à Zona Norte da cidade será pela Avenida Rio Grande do Norte, em direção à Via Expressa Anníbal Barcellos, que é mão única. Para chegada aos bairros Renascer, Pantanal e proximidades, dobram à esquerda da Via, na Avenida Caubi Sérgio Melo, sentido único. Quem se desloca aos bairros Novo Horizonte, Jardim Felicidade e Lago da Vaca, segue ao final da Via Expressa para a Rua do Horto.

Àqueles que saem da Zona Norte para Zona Sul, devem seguir pela Rua Tancredo Neves, em direção à Rua Mato Grosso ou à Rua do Boeiro, em direção à Rua Goiás. Outra opção é a Rodovia Norte-Sul.

“Os munícipes terão todo apoio da Prefeitura, por intermédio dos agentes de fiscalização da CTMac, durante os 120 dias de alterações”, frisou a diretora-presidente da CTMac, Patrícia Almeida.

Diretora-presidente da CTMac, Patrícia Almeida | Foto: Arthur Alves/PMM

Mais mobilidade urbana

A estrutura terá uma ampla capacidade de trânsito, com pistas de rolamento, faixa exclusiva para transporte coletivo, uma ciclofaixa e calçamento com piso tátil nos dois lados. A atual Ponte Sérgio Arruda está localizada em cima do Canal do Jandiá.

O novo projeto foi desenvolvido com base em estudos topográficos, hidrológicos e geotécnicos, com propósito de adquirir informações necessárias para o desenvolvimento da obra – uma vez que a estruturação está próxima às edificações, passeios urbanos e ruas. Todas as informações coletadas sobre a área visam subsidiar o desenvolvimento de soluções eficazes, sem prejudicar as pessoas e o meio ambiente.

Universidade Federal do Amapá (Unifap) foi parceira do projeto, orientou e acompanhou os estudos topográficos. Mais pesquisas foram executadas sobre obtenção dos volumes de veículos e pedestres, conforme instruções do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT).

Alguns materiais serão utilizados para a construção, como aparelhos de apoio, guarda-corpo, concreto, telas, estruturas metálicas, tubos, placas, asfalto, entre outros. A escolha considera as condições do ambiente, sem ocasionar danos e proporcionar melhor eficiência na execução. Construção da nova Ponte Sérgio Arruda segue os padrões da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT); DNIT; Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER) e Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

A demolição

O método executivo de derrubada da ponte e calçadas consistirá, ordenadamente, em: demolição da ponte atual; remoção de entulhos; escavação manual com profundidade de três a quatro metros; aterramento mecanizado com retroescavadeira e compactação da região das cabeceiras; execução das fundações, composta por estacas, blocos e vigas de coroamento; execução dos encontros de blocos e alas; lançamento das vigas pré-moldadas; execução da pré-laje; concretagem da laje principal e execução dos acabamentos, como passeio, pavimentação e guarda-corpos. Posteriormente, todo o entulho será coletado e descartado em local apropriado.

Agentes da Cipemac com trabalhos em campo | Foto: Arthur Alves/PMM

Haverá sistemas de drenagem urbana para conservar o pavimento e toda nova estrutura. Será composta por bocas de lobo com grelha, sarjeta, caixa de passagem, coletores tubulares em concreto e mureta antierosão para proteção dos bueiros circulares.

Mais informações sobre a demolição

O processo será mecanizado, com isolamento da área. A metodologia consiste em extrair ou cortar determinada estrutura de concreto, inteira ou em partes, sem danificar os arredores, causar intensos ruídos, vibrações e sem agredir o meio ambiente. Algumas técnicas utilizadas para a demolição serão: perfuração com equipamento elétrico ou hidráulico e manuais; corte de pisos e lajes com serras elétricas; corte de paredes com serra circular; aberturas e cortes com serras portáteis – para serviços em locais confinados ou de difícil acesso.

Projeto arquitetônico na Nova Ponte Sérgio Arruda | Arte: Secretaria Municipal de Obras

Serviços

O local contará com pavimentações asfálticas diversas. Terá acessibilidade, calçamento com meio fio e piso tátil; rampa de travessia e guarda-corpos. A nova sinalização será vertical e horizontal, com pinturas das faixas, placas de trânsito, painéis e dispositivos auxiliares para regulamentar o uso da via, com advertências e orientações necessárias a todos os usuários, conforme princípios de visibilidade, legibilidade diurna, noturna e compreensão rápida. A nova Ponte Sérgio Arruda será toda iluminada em led. Após a conclusão da estrutura, em 120 dias, serão realizados pequenos reparos em caso de necessidade.

A obra é uma iniciativa do convênio entre a Prefeitura de Macapá e a Unifap – assinado em agosto de 2021 – que garantiu o investimento de R$ 400 mil do Tesouro Municipal. Por meio do Termo de Cooperação, a Universidade assumiu o desenvolvimento do projeto arquitetônico, estrutural e urbanístico da área, em parceria com técnicos do Município e do Ministério da Defesa, por meio do Programa Calha Norte.

Assuntos relacionados

Dr. Furlan assina ordem de serviço para construção da nova ponte Sérgio Arruda, na zona norte de Macapá

Prefeitura de Macapá recebe primeira etapa do projeto de revitalização da Ponte Sérgio Arruda

Prefeitura de Macapá anuncia novo fluxo das vias durante obra da nova Ponte Sérgio Arruda na Zona Norte da cidade

Nova ponte Sérgio Arruda: Prefeito Dr. Furlan dá pontapé inicial para grandiosa obra de mobilidade urbana em Macapá

Prefeito de Macapá, Dr. Furlan, anuncia em coletiva de imprensa a construção da nova Ponte Sérgio Arruda

| Fotos: Arthur Alves/PMM

Comentários
Carregando...