Governo do Estado apresenta critérios para participação de animais na 52° Expofeira do Amapá

Todos os criadores ou empresas com animais terão que apresentar as documentações de vacinas e exames para entrar na feira

0 55

O Governo do Estado apresentou os critérios para garantir os cuidados com a saúde dos animais que serão apresentados em exposição durante a 52ª Expofeira do Amapá. O evento acontece de 29 de setembro a 8 de outubro, no Parque de Exposições da Fazendinha, em Macapá, fortalecendo a economia, a cultura e o turismo do estado.

O órgão fiscalizador que coordena os cuidados com as criações de bovinos, bubalinos, equinos, ovinos, caprinos e suínos é a Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária (Diagro). Todos os criadores ou empresas terão que apresentar as documentações específicas de vacinas e exames para que os animais possam entrar na feira.

“Nesse momento, nenhum animal pode adentrar o espaço da Expofeira, pois a Diagro está finalizando as obras nas baias, estábulos e currais, que passarão também por desinfecção. Somente após este processo, os animais serão recebidos, desde que os criadores apresentem toda a documentação solicitada”, informou o diretor-presidente da Diagro, Alvaro Cavalcante.

- Advertisement -

A entrada de animais encerrará em 28 de setembro, um dia antes da abertura oficial do evento. Os grupos com mais de 600 animais que adentrarem a feira só poderão deixar os estabelecimentos após o encerramento da programação. Criadores do estado do Pará já confirmaram participação nesta edição da Expofeira.

Febre aftosa

Os expositores de gado, bovinos e búfalos, precisam comprovar que os animais estão vacinados contra a febre aftosa e, para esses criadores, a Diagro antecipará a vacinação contra a doença.

Para ter acesso às vacinas neste período antecipado, o produtor necessita ir até a Diagro, em Macapá, e solicitar a autorização para efetivar a compra das vacinas.

Para as demais espécies, também será necessário apresentar exames específicos. Confira:

Equinos: será necessário a apresentação de exame negativo para Anemia Infecciosa Equina (AIE) e mormo, que é uma zoonose infectocontagiosa causada pela bactéria Burkholderia mallei e pode ser transmitida para outros animais e para humanos. Também é necessária a comprovação de vacinação contra Influenza equina.

Suínos: atestado de sanidade para peste suína clássica, emitido por médico veterinário privado.

Ovinos: atestado de sanidade para epididimite ovina, emitido por médico veterinário particular.

Caprinos: atestado de sanidade para artrite encefalite caprina, emitido por médico veterinário privado, ou exame negativo.

Devido aos casos de gripe aviária na região sul do país, o Governo Federal definiu que nenhum evento ou feira poderá expor qualquer espécie de ave. Portanto, não haverá exposição de aves na 52ª Expofeira do Amapá.

Comentários
Carregando...