‘Foi uma vitrine para divulgar o trabalho da nossa família’, comenta empreendedora sobre a 52ª Expofeira do Amapá

Paula Gomes, de 29 anos, afirma que a rentabilidade do pequeno negócio superou as expectativas

0 58

A 52ª Expofeira do Amapá trouxe oportunidades para micro e pequenos empreendedores mostrarem ao público seus produtos e faturarem uma renda extra no começo do mês.

Entre esses trabalhadores, está Paula Gomes, de 29 anos, que administra a Aiki Sopa, empresa familiar voltada à venda de sopas e caldos no bairro Zerão, na Zona Sul de Macapá.

A jovem conta que os dez dias de programação no Parque de Exposições da Fazendinha evidenciaram o negócio, permitindo que mais pessoas conhecessem os produtos.

- Advertisement -

“Muita gente não conhecia ainda o meu empreendimento, então a Expofeira foi uma vitrine. Foi muito legal ver os clientes se interessando. Eles já vem perguntando qual o valor da taxa de entrega para os bairros. Foi excelente divulgar meu trabalho”, comenta a empreendedora.

Paula fez a inscrição para o programa Minha Pequena Empresa, do Governo do Estado, que tem por objetivo apoiar e fomentar a economia amapaense. A iniciativa gerou microcrédito para o pequeno negócio, além de oferecer capacitação profissional para ela e sua funcionária.

“O projeto trouxe mais lucro. De um lado, o programa financiou parte do meu negócio e por outro, me deu capacitação, me ajudou a administrar meu dinheiro e até como cuidar do marketing nas redes sociais. Foi muito enriquecedor adquirir tanto conhecimento. O Aiki Sopa se tornou um verdadeiro sucesso”, comenta.Trajetória 

Paula conta que a Aiki Sopa surgiu durante a pandemia, em 2 de novembro de 2020, após uma ideia que teve com a mãe. Desde então, as sopas se popularizaram entre os clientes.

O principal ingrediente dos pratos é a macaxeira, sempre com muitos legumes, acompanhados dos molhos. O cardápio varia entre a famosa canja de galinha, sopa de feijão, abóbora com camarão e caldo verde.

A Expofeira voltou!

Ao longo de dez dias, a 52ª Expofeira do Amapá trouxe à população oportunidades de renda, empreendedorismo e acesso à cultura e ao lazer. As projeções do Governo do Estado apontam uma injeção financeira de R$100 milhões com o retorno da programação.

Comentários
Carregando...