Cras Amor promove oficina de bordados para a comunidade

Oficina foi ofertada a comunidade do Infraero II e para moradores da área de abrangência do dispositivo

0 147

A Prefeitura de Macapá, através do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), disponibiliza desde o mês de setembro diversas oficinas para a comunidade, e nesta quarta-feira (1) no Cras amor, aconteceu a oficina de bordados, com objetivo capacitar essas pessoas para geração de renda extra.

A oficina foi ofertada a comunidade do Infraero II e para moradores da área de abrangência do dispositivo.

Uma das responsáveis pelos serviços de convivência e fortalecimento de vínculos do Cras amor, a socióloga Rubieli Oliveira, relata a importância das oficinas.

- Advertisement -

“Hoje estamos com a oficina de bordados, essas mulheres já passaram por várias oficinas de costura e outros tipos de artesanato. Essas oficinas têm o objetivo de fortalecer os vínculos comunitários e capacitar para geração de renda extra”, afirma a técnica do Cras Amor.

Mais de 15 pessoas participaram da oficina, entre idosos, adultos e adolescentes. A professora de artesanato e ministrante da oficina, Melissa Bastos, conta sobre a sua satisfação em ver a comunidade participando.

“A gente tem trazido oficinas para as pessoas que são assistidas aqui pelo Cras e tem tido um resultado muito bom, elas tem participado muito e o artesanato é uma forma de ganharem um dinheiro a mais, além de ser uma oficina com a qual elas se identificam”, comenta a professora.

As oficinas oferecidas abrangem, não somente aos que frequentam o Cras amor, mas também outras pessoas que passam por ali buscando outros serviços. Este é o caso da autônoma, Nádia Ribeiro.

“No dia da inscrição tava passando por aqui e aproveitei para me inscrever nas oficinas, e está sendo ótimo, é uma distração, você trabalha muito mais a mente. Então, isso é maravilhoso mantém a gente viva, esperta”, conta.

Com tantos artesanatos produzidos, é esperado o dia da exposição destes materiais para as vendas. Será organizado uma feira que vai acontecer no dia 17 de novembro em frente ao Mercado Central. É uma feira que será voltada a todas as pessoas que são assistidas por esses dispositivos com espaço para exposição de trabalhos confeccionados nas oficinas.

Maiely Cardoso* – Estagiária sob a supervisão da Secretaria Municipal de Comunicação Social

Comentários
Carregando...