A animação vai tomar conta de Macapá com a chegada do 2º Arraiá du Mercado Centrá, um dos maiores eventos juninos da região. Com o apoio da Prefeitura de Macapá, o município vai injetar um total de R$ 200 mil em repasses para os 25 grupos juninos credenciados, garantindo que eles possam esbanjar criatividade e tradição em suas apresentações. Nesta terça-feira (30), no Mercado Central, foi repassada a primeira parcela no valor de R$ 100 mil, representando um verdadeiro aquecimento para a festa mais vibrante do ano. Com esse apoio financeiro, as quadrilhas estilizadas e tradicionais terão a oportunidade de complementar seus gastos com indumentárias e acessórios, preparando-se para disputar o título do II Concurso Municipal de Quadrilhas, que faz parte do Arraiá du Mercado Centrá. “O investimento nas quadrilhas juninas é fundamental para manter viva a cultura popular e incentivar a participação dos grupos locais, fortalece a cultura e movimenta a economia local. O Arraial vai ser uma festa cheia de alegria”, afirma o prefeito de Macapá, Dr. Furlan. Prefeito Dr. Furlan comemora o investimento no Arraial destacando o reconhecimento e valorização da cultura local | Foto: Nágila Rocha/PMM Os grupos juninos selecionados no edital N° 001/2023 – FUMCULT/PMM receberão a segunda parcela do auxílio-indumentária antes do Arraiá, no valor de R$ 4 mil, o que garantirá que eles estejam impecáveis com suas roupas e acessórios de dança. Presidente da Inspiração Junina, Alex Bruno, conta que o repasse de R$ 4 mil vai ajudar na ornamentação das roupas da quadrilha. “Com o apoio da Prefeitura, vamos poder investir em trajes e acessórios deslumbrantes, tornando nossa apresentação ainda mais incrível”, frisa. Alex Bruno, presidente da quadrilha estilizada Inspiração Junina, ansioso para levar toda a cultura junina e alegria para o público no Arraiá du Mercado Centrá l | Foto: Nágila Rocha/PMM A programação promete ser um verdadeiro show, com apresentações das quadrilhas, shows nacionais e locais, além de venda de alimentos e bebidas. É um investimento na economia criativa, gerando resultados positivos para a cidade. O evento, que conta com um investimento total de R$ 530.100,00, foi viabilizado por meio de uma emenda parlamentar da ex-deputada Leda Sadala, atual Diretora-Presidente do Macapátur (Instituto Municipal de Turismo). Leda Sadala, Diretora-Presidente da Macapatur, ressalta a importância do evento. “O Arraiá du Mercado Centrá é um momento especial em que a cultura junina é celebrada com alegria e tradição. Estamos felizes em poder apoiar os grupos juninos, que são essenciais para manter viva nossa cultura e tradições.” 2º Arraiá du Mercado Centrá vai acontecer de 16 a 18 de junho | Foto: Nágila Rocha/PMM O 2º Arraiá du Mercado Centrá acontecerá de 16 a 18 de junho, sendo o último dia dedicado à apresentação das quadrilhas vencedoras do II Concurso Municipal de Quadrilhas e à atração nacional com a Banda Magníficos. Na primeira noite, dia 16, estarão presentes 12 quadrilhas, seguidas por mais 13 quadrilhas no segundo dia, 17 de julho. Para encerrar com chave de ouro, no terceiro dia, acontecerá a apresentação das campeãs. A organização é da Fundação Municipal de Cultura (Fumcult), do Instituto Municipal de Turismo (MacapáTur) e da Secretaria Municipal de Comunicação Social (Secom), o 2⁰ Arraiá du Mercado Centrá promete encantar os moradores e turistas, celebrando as tradições juninas de forma animada e colorida. Prepare-se para uma festa repleta de dança, alegria e sabores típicos, onde a cultura local ganha destaque e orgulha a todos. Confira mais fotos

Nesta primeira etapa do programa, 20 agricultores receberam a doação de 2 mil aves, equipamentos, insumos pecuários, ração para frangos de corte, vacinas e outros medicamentos avícolas

0 77

Dando continuidade às políticas de desenvolvimento e incentivo à agricultura familiar, a Prefeitura de Macapá lançou nesta quarta-feira (31), a primeira etapa do Programa Proaves Macapá. A iniciativa beneficia 200 famílias agrícolas com a doação de 20 mil aves, equipamentos, insumos pecuários, ração para frangos de corte, vacinas e outros medicamentos avícolas. A ação aconteceu na Vila Esperança, localizada no KM 9.

Nesta primeira fase, 20 famílias receberam a doação de materiais e insumos suficientes para 60 dias, são eles: 100 aves caipiras para cada família, ração para frango de corte, vacinas e outros medicamentos avícolas, comedouro tubular de 3 kg, bebedouros de rosca de 5 litros.

Um dos beneficiados pelo Programa Proaves foi o agricultor Geraldo Ramos, morador da comunidade do Curiaú. Ele trabalha no setor da avicultura há mais de 50 anos e conta entusiasmado que sua produção e renda aumentarão.

- Advertisement -

“Eu e minha família vivemos do que plantamos e do que criamos. A avicultura é uma das atividades desenvolvidas por nós. Esse incentivo é muito importante para que esta atividade seja feita da forma correta, pois, além das aves, vamos receber a ração adequada e todo suporte técnico necessário para termos uma boa produção”, conta.

Segundo o Prefeito Dr. Furlan, o programa foi criado em seu primeiro ano de gestão com o intuito de incentivar à avicultura e aquecer o desenvolvimento econômico do município. Além disso, a prática fomenta novas atividades agropecuárias na região.

“Estamos trabalhando para fortalecer o setor primário e desenvolver políticas que incentivem a produção de alimentos em Macapá. Nosso propósito é gerar renda e valorizar o homem do campo, que através do programa terá a oportunidade de produzir e ter sua fonte de renda”, destacou.

Em 10 meses, serão beneficiadas 200 famílias contempladas no edital n° 001/2023 – Semag/PMM do Proaves Macapá. A Secretaria Municipal de Agricultura (SEMAG), coordena o programa e é responsável por orientar as famílias beneficiadas.

De acordo com o Secretário Municipal de Agricultura, Eduardo Fleury, em até 60 dias as aves entram no ciclo de produção, período em que elas estão prontas para o abate. Desta forma, o produtor poderá comercializar ou consumir.

“A secretaria trabalha para incentivar produtores que buscam por novas formas de obter renda. Macapá tem potencial para produzir alimentos. A espécie que está sendo doada possui uma excelente conversão alimentar e ótimo rendimento de carne após o abate. Ou seja, o produtor pode comercializar ou consumir o que produz”, ressaltou.

Confira mais Fotos

Comentários
Carregando...