No Bailique Davi entrega UBS, anuncia R$ 4 milhões para passarelas, UBS Fluvial, além do Programa Mais Luz para a Amazônia

Com emenda do senador, arquipélago do Bailique ganha UBS que atenderá mais de 50 comunidades

0 67

Prefeirura confirma dinheiro na conta para reforma da UBS fluvial e Davi anuncia “Mais Luz” e passarelas

Foi inaugurada, nesta terça-feira (28), pelo prefeito Antônio Furlan, ao lado do senador Davi Alcolumbre; do ex-prefeito de Macapá, Clecio Luis; de parlamentares e populares, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Manoel Queiroz Barbosa (Manoelzinho), que vai atender a toda a região do arquipélago do Bailique, onde vivem mais de 50 comunidades com cerca de 12 mil habitantes.

A obra, que foi executada pela secretaria municipal de Obras e Infraestrutura Urbana (Semob), recebeu recursos de emenda do senador Davi, no valor de R$ 1,3 milhão, com contrapartida de R$ 386 mil da prefeitura de Macapá.

- Advertisement -

A UBS, com 364,34 m² de área construída, tem 5 consultórios médicos e 2 consultórios odontológicos, além de almoxarifado, sala administrativa e sala de vacinação, e vai ampliar os atendimentos de atenção básica no arquipélago.

O objetivo é garantir acesso à saúde e possibilitar apoio para médicos, odontólogos, enfermeiros e técnicos das equipes do Estratégia Saúde da Família (ESF), com atendimento médico mais próximo das comunidades ribeirinhas.

O projeto, bem como o planejamento da obra, foi feito ainda na gestão de Clécio Luis à frente da prefeitura de Macapá, e, por esta razão, o ex-prefeito diz que se sente realizado com a inauguração da UBS.

“Eu continuo me realizando quando vejo cada obra sendo entregue, fruto desse esforço conjunto da prefeitura com o senador Davi, que teve início na nossa gestão. A cada vez que eu vejo uma obra sendo entregue pelo prefeito Furlan, eu me realizo, porque sei que ela é fruto desse trabalho, do Davi e nosso”, explica Clécio.

O prefeito Furlan agradeceu a Davi, de público, pela parceria com a prefeitura de Macapá.

“Agradeço pelo empenho, pelo trabalho, pelas emendas destinadas, por tudo isso, Davi, o meu muito obrigado”, disse.

Na mesma linha, o senador Davi diz que “o trabalho em parceria com a prefeitura de Macapá segue gerando resultados diretos para a população”.

A nova UBS vai oferecer consultas médicas, primeiros socorros, vacinação, atendimento odontológico e entrega de medicamentos.

“Essa é uma conquista da qual a gente se orgulha e que só fortalece o nosso compromisso de trabalhar cada vez mais pelo Amapá. É um centro de atenção primária de saúde, que não deixa nada a desejar e vai atender especificamente ao arquipélago do Bailique, onde há mais de 60 comunidades ribeirinhas e cerca de 12 mil moradores. É a nossa atenção à saúde, beneficiando a população”, pontuou Davi.

UBS fluvial

No mesmo evento, a prefeitura de Macapá anunciou que “caiu na conta” o recurso que o senador Davi articulou em Brasília para a UBS fluvial Dra. Célia Trasel. Trata-se de um pleito da secretaria municipal de Saúde para reformar a UBS, no valor de R$ 317 mil. O próprio Davi encampou esse pedido de reforma, exatamente porque a unidade fluvial atende à população ribeirinha da região metropolitana de Macapá e Santana.

Mais Luz para a Amazônia e passarelas

Coroando as boas notícias aos moradores das comunidades ribeirinhas, Davi anunciou também que estão garantidos os recursos, no valor de R$ 4,5 milhões, para construção das passarelas no Bailique.

Encerrando o evento, o senador Davi lembrou que o programa “Mais Luz para a Amazônia”, do qual ele trabalhou ao lado do presidente Jair Bolsonaro, está chegando ao Bailique. O programa vai trazer energia elétrica limpa e renovável às comunidades mais remotas e de baixa renda da Amazônia Legal, como os pescadores, ribeirinhos, indígenas e quilombolas, começando exatamente pelo Bailique.

“A energia elétrica é a fonte de existência das pessoas, é a base para o desenvolvimento social e econômico. O programa atende aos brasileiros mais necessitados, oferecendo a eles a oportunidade de um futuro promissor”, disse Davi

O programa

O programa “Mais Luz para a Amazônia” vai atender mais de 200 mil pessoas dos estados da Amazônia Legal (Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Tocantins e Maranhão), por meio de painéis fotovoltaicos, que geram energia elétrica a partir de fonte renovável.

Davi e Bolsonaro assinaram em 2020, em ato histórico que contemplou arquipélago do Bailique com mais de R$ 100 milhões em investimentos para geração de energia limpa e renovável.

A comunidade será a primeira região atendida pelo programa no Brasil que será executado pela Eletronorte.

Assessoria de Imprensa
Davi Alcolumbre

Comentários
Carregando...