Davi anuncia chegada do projeto “Norte Conectado” ao Amapá

Navio alemão está no Porto de Santana com 770 km de cabos submarinos que levarão internet banda larga aos rincões do estado

0 136

Entusiasta do projeto, Davi destinou emenda de R$ 6 milhões ao programa

Chegaram no sábado (4), no navio Warnowborg, que atracou no Porto de Santana, vindo da Alemanha, os 770 quilômetros de cabos submarinos que vão levar internet aos rincões do Amapá, começando com a ligação de Macapá aos municípios de Alenquer, Almeirim e Santarém, no Pará.

A operação ocorre exatamente um ano depois do lançamento do programa “Norte Conectado”, em 1° de setembro de 2020, com o objetivo de expandir a infraestrutura de comunicações na Região Norte, com a implantação de redes de transporte de alta capacidade em fibra óptica pelo leito do Rio Amazonas e seus afluentes.

- Advertisement -

O programa é uma parceria do ministério das Comunicações, ministério de Ciencia e Tecnologia, e do Turismo, que também recebeu emenda parlamentar, de autoria do senador Davi Alcolumbre, no valor de R$ 6 milhões.

“Por quase quatro anos o nosso gabinete no Senado trabalhou para viabilizar esse projeto que não se trata, apenas, de inclusão digital da população que vive nas localidades mais remotas do Brasil. Vai além, porque um projeto dessa magnitude muda a realidade da região e tem o poder extraordinário de proporcionar educação a distância, telemedicina de qualidade e, até, maior transparência na gestão pública, graças à interatividade que a internet proporciona”, explicou o senador Davi.

Por apresentar as condições mais precárias de comunicação, a região será largamente beneficiada com a ampliação do acesso à internet, a melhoria da segurança e resiliência das redes e a redução de seus custos de acesso, que são as metas do programa. O objetivo é expandir a infraestrutura de comunicações, promovendo a integração da região e as políticas públicas de telecomunicações, educação, pesquisa, saúde, defesa e judiciário. O Norte Conectado conta com o apoio da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) no desenvolvimento da Infovia 00, que é o projeto piloto. A RNP é o Programa Prioritário de Informática da Secretaria de Política de Informática do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCTI).

Os 770 quilômetros de cabos submarinos levarão de 7 a 8 dias para serem desembarcados, em uma média de 5 a 6 quilômetros por hora. O processo está sendo acompanhado de perto por Oswaldo Alves, gerente de projetos da RNP.

“Após a realização de testes na fibra, já teve início o transbordo dos cabos. O trabalho será ininterrupto e manual, continuando pelos próximos 7 a 8 dias, com média de transbordo de 5 a 6 quilômetros por hora. No transbordo, o cabo deixa a embarcação vinda da Alemanha e é transferido para a balsa responsável pelo lançamento do cabo no leito do Rio Amazonas, no trecho entre Macapá e Santarém “, informa Oswaldo. Ainda segundo o gerente de operações da RNP, a rede de fibra óptica deve estar instalada, testada e pronta para funcionar no mês de novembro.

Assessoria de Imprensa
Davi Alcolumbre

Fotos: lançamento do projeto em 2020- chegado do Navio, setembro de 2021.

 

Comentários
Carregando...